Maceió

Mergulhando nas àguas esverdeadas de Maceió

Que tal ir à praias de areias brancas com águas tão verdes que chegam a doer os olhos e ainda ser recebido por um alagoano simpático e hospitaleiro que nos enche de mordomias como frutas da terra, água de coco, peixes fritos, caldinhos, tapiocas e batidas de frutas tropicais (algumas frutas até que nunca ouvimos falar)? Em Maceió, todo o dia pode ser assim.

Maceió parece que recebeu uma atenção especial da natureza: sol quase todos os dias, praias de todos os tipos e frutas tropicais incrivelmente coloridas que se misturam com os não menos coloridos peixes, caranguejos, siris e lagostas. Toda a orla, é enfeitada por coqueirais que contrastam com o azul-esverdeado transparente do mar. Quando chegamos, realmente nos sentimos como se estivéssemos sempre sendo homenageados pela natureza.

As praias são as maiores atrações

As praias centrais tem um ponto em comum: os calçadões. Lá podemos passear a qualquer hora do dia ou da noite nos sentindo totalmente seguros. Os calçadões ficam sempre floridos de gente alegre e dourada com muitos bares e quiosques, refinados ou nem tanto, que nos divertem e repõem as energias. Para matar a sede, nada melhor do que uma água de coco bem gelada.

Na praia de Jatiúca, o mar é meio agitado e colorido pelas pranchas dos surfistas, sua “linguagem” especial, música e cabelos loiros nas peles tostadas. O melhor é a temperatura da água: sempre quentinha. As outras praias do centro são Sete Coqueiros, Ponta Verde e Pajuçara, de onde saem os famosos passeios às piscina naturais.

Mergulhando nas Piscinas Naturais de Pajuçara

O ponto de partida é a praia de Pajuçara. Pegue a jangada e curta um mar maravilhoso ora azul, ora verde. No caminho não podemos imaginar como encontrar piscinas no meio de tanto mar. Quando se chega porém, não se tem vontade mais de voltar.

Parecem piscinas mesmo! Só lembramos que não estamos mesmo numa piscina, quando cardumes de peixinhos coloridos fazem acrobacias em nossos pés e olhando para os lados um mar imenso, de um verde muito especial, nos cerca. Os jangadeiros levam máscaras e snorkel para olhar os peixes mais de perto. Algumas jangadas se trasnformam em bares servindo drinks e batidas.

Explorando as praias ao redor de Maceió

Em direcão ao sul do estado, você encontra a Praia do Francês, protegida por recifes e lotada de bares um ao do lado do outro. Se você quer um lugar mais sossegado, essa não é sua praia. Parta então para a Ponta do Gunga. A praia fica no encontro do rio com o mar, situada numa fazenda repleta de coqueiros e é um dos cartões postais da região. O acesso é feito por barcos que saem de Barra de São Miguel. O trajeto demora cerca de 40 minutos. Se estiver de carro, outra opção é conseguir uma carteirinha que permite acesso pela fazenda com o carro. Alguns quiosques na Praia do Francês alugam por R$ 20,00 a tal da carteirinha. Sem ela, só de barco. Na praia, contrate um bugre e conheça às falésias selvagens de Lagoa Azeda.

Indo na direção norte, tem dois lugares bem interrantes. O primeiro é um passeio à Ilha de Croa, com acesso por balsa a partir de Barra de Santo Antonio. A Ilha abriga um resort, uma pequena vila e algumas casas de veranerio. Guias mirins fazem questão explicar tudinho em troca de um dinherinho. Conheça a bela praia de Carro Quebrado, cheia de falésias coloridas. Se preferir veja tudo do alto faça um vôo de ultra-leve, que pode ser alugado no resort, que aliás serve de ponto de apoio (bar, banheiros, restaurante…) mesmo que você não se hospede por lá. A região é territorio da família Farias, um dos irmãos de PC já foi até prefeito de Barra.

Indo ainda mais para o norte do estado, outra parada obrigatória é conhecer as Galés de Maragogi. As Galés são na verdade uma enorme piscina natural situada a 6km da costa. Imperdível!


As lagoas: Massaguera e Mundaú

Maceió é cercada de lagoas que podem ser exploradas através de passeios de escuna. Navegue entre ilhas, povoados ribeirinhos, marinas e casas luxuosas (daquales famosos marajás de alagoas). À Massaguera podemos ir também pela estrada. O lugar é lindo e a vista encanta. Não há quem resista. Mas não é um lugar só para admirar a natureza. O objetivo também é se esbaldar comendo peixada, caranguejada, maçunin, carapeba e camarões. Massaguera é um povoado que vive da pesca e que se tornou uma atração gastronômica em Maceió. Bar é o que não falta: são bares simples, comida feita na hora, peixes frescos, temperos especiais, ambiente descontraído e uma paisagem do rio e lagoa que por si só é suficiente para acharmos qualquer coisa maravilhosa.

Gastronomia em Maceió

Os frutos do mar dominam tanto nos restaurantes sofisticados como nos mais simples à beira das lagoas ou orla das praias. Para um jantar mais chique experimente o Salmone All’olio de olive e rúculas (salmão grelhado no forno combinado com azeite de oliva, tomates, batata rostie e rúculas) do restaurante Le Corbu (82/327-4326). Seguindo o mesmo estilo, tente ainda o moderno Windows. A melhor pedida no entanto é o Divina Gula. O restaurante, que funciona servindo almoço e à noite vira um bar movimentado de gente bonita, tem um ambiente super agradável no estilo rústico e uma cozinha muito boa. Para um pizza, experimente o Quiosque Carlitos situado na orla de Maceió.

.: Principais passeios com saida de Maceió:

City-tour

Passeio panorâmico percorrendo os principais pontos turísticos da cidade: o tradicional bairro de Jaraguá com seu patrimônio histórico e cultural, núcleo de importante desenvolvimento econômico, passando pelo Museu da Imagem e do Som, Associação Comercial de Maceió, Praça Marsílio Dias, ingressando ao centro da cidade pela Rua do imperador, Praça Visconde de
Sinimbu , Praça Dom Pedro II, Assembléia legislativa, Catedral Metropolitana Nossa Senhora dos Prazeres, com breve parada no antigo morro da Jacutinga, atual mirante de São Gonçalo do Amarante , onde também se localiza a capela com o mesmo nome. Em continuação, observaremos a Praça Floriano Peixoto, a Igreja Bom Jesus dos Martírios, Palácio do Governo, Teatro Deodoro, Academia Alagoana de letras, dentre outros atrativos.

• Inclui visita para compras a centro de artesanato local.

Litoral Sul – Praia do Francês

Passeio a uma das mais belas e badaladas praias do Litoral Sul Alagoano: o verde azulado de suas águas são o mágico tempero que cativa os visitantes. Os recifes suavizam as ondas convidando a um atrativo banho de mar.
Inclui visita a Barra de são Miguel.

• Restaurante com amplo cardápio a base de comidas típicas da região, deleitam os turistas.
• Opcional passeio de barco e opção de Snorkel e scuba dive.


Litoral Sul – Praia do Gunga

Saída com destino a Barra de São Miguel, local onde tomaremos a embarcação. Passaremos por belas paisagens que a Lagoa do Roteiro oferece, desembarcando posteriormente na paradisíaca praia do Gunga, conhecida pela abundancia de seus coqueirais e por sua extraordinária beleza natural, razão pela qual foi eleita pela revista Quatro Rodas entre as dez mais belas praias do Brasil.

• Não inclui passeio de barco + Almoço.
• Dispõe de infra-estrutura para atender aos visitantes. Opção de visita as famosas falésias vivas.

Litoral Sul – Praia do Gunga

Duas Barras pertence ao Município de Jequiá da Praia, localizado no Litoral Sul. Após uma rápida travessia de barco, é possível desfrutar do mágico encanto de uma praia de areias brancas, protegida suavemente por uma barreira de recifes. A poucos passos estão as águas do rio Jequiá, tentação para um delicioso banho nesta parte do paraíso. Sua abundante vegetação nativa nos deleita com a presença de simpáticos sagüis, entre outras espécies características da região. As dunas fixas e falésias esculpidas pela natureza são uma excelente opção para uma caminhada a beira mar.

• Não inclui almoço e travessia de barco.
• O complexo Dunas de Marapé oferece serviço de bar, restaurante com culinária regional

Como chegar:
A AL-101 é a principal rodovia de acesso à capital. Mas também tem acesso pela BR-316 e BR-104.

Distâncias rodoviárias:

* Recife: 266 km
* Aracaju: 283 km
* Salvador: 604 km
* Belo Horizonte: 1.854 km
* Brasília: 1.973 km
* Rio de Janeiro: 2.135 km
* São Paulo: 2.444 km

Telefones úteis:
Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares: 3214-4000
Hospital Santa Casa: 2123-6000
Prefeitura: 3326-5262
Rodoviária: 3221-4615

Gastronomia:
O sururu ou siriri, molusco típico do Nordeste, integra o cardápio da maioria dos restaurantes da capital. Tradicionalmente, deve ser degustado como couvert, entrada, ou como prato principal acompanhando um peixe. Diz a lenda que ele é afrodisíaco e cura as “ressacas” de quem bebeu demais.

 http://www.turismodonordeste.com/maceio.htm

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: