Archive for the ‘Paraiba’ Category

Praias João Pessoa

março 6, 2008

Tambaú – Uma das mais badaladas da Paraíba, toda orla marítima é bem servida de excelentes restaurantes e bares onde durante a caminhada haverá sempre por perto um ponto onde tomar aquela água de coco bem gelada. Como Tambaú esta a poucos quilômetros do centro de João Pessoa, não deixe de passear pela cidade e visitar os vários pontos históricos. Uma dica imperdível é passear de trem do centro de João Pessoa até Cabedelo, vale conferir !

Manaíra – Praia urbana, rasa, com recifes,ondas fracas, areia fina e batida. Apresenta coqueiros, quiosques e quadra de esportes.

Bessa – Praia com extenão de 6 km, com areia escura e batida, águas calmas e coqueiros. Nela se encontra o Iate Clube da Paraíba e o Aeroclube de João Pessoa.

Cabo Branco – Praia urbana com recifes, coqueiros e falésias que poodem chegar aos 40 metros. Suas águas são calmas e sua areia é fina e batida.

Praia do Seixas – Praia com águas calmas e azuis, vegetação rasteira, areia fina e batida e casas de veraneio. Nela se encontra a ponta que é o extremo oriental da América do Sul.

Anúncios

Turismo Cultural

março 6, 2008

Conjunto Arquitetônico de São Francisco – Formado pelo Convento de Santo Antônio e pela Igreja de São Francisco, situados na parte alta da cidade, concluídos em 1770. A obra causa impacto pela sua grandiosidade e pela beleza do acabamento, que inclui talhas em madeira recobertas de ouro e ricas cantarias em pedra com motivos portugueses e orientais.

Farol do Cabo Branco – Um dos únicos em formato triangular, fica em cima de uma falésia com muita vegetação preservada.

Fortaleza de Santa Catarina – Monumento histórico de grande valor e um marco da resistência paraibana contra as invasões dos franceses e holandeses nos tempos coloniais. Seus canhões apontados para o mar são sentinelas de um passado glorioso que o presente ajuda a preservar.
Local: Região Metropolitana, a 18 km do centro.

Ponta do Seixas – Ponto Extremo Oriental das Américas, um dos marcos geográficos mais importantes do Brasil e do mundo.

Praça João Pessoa – Abriga o Palácio da Justiça, a Faculdade de Direito, a Assembléia Legislativa e o Palácio da Redenção, este, de 1586, atual sede do governo estadual, abriga o mausoléu e as cinzas de João Pessoa.
Informações: 3216-8051.

Theatro Santa Roza – Construído em 1889, é uma das casas de espetáculo mais antigas do Brasil.
Local: Praça Pedro Américo – Tel.: 3218-4384.
Funcionamento: De 2ª a 6ª, das 14h às 18h.

Várzea do Rio Paraíba – Abriga diversas capelas e ruínas de fortes coloniais.
Local: Cidade de Santa Rita.

João Pessoa

março 6, 2008

Belas praias numa capital com clima de cidade do interior

Cenários quase selvagens, verdadeiros refúgios pouco explorados. João Pessoa é uma cidade com clima de vida do interior devido ao gabarito baixo dos prédios de sua orla. É a 3ª capital mais antiga do país e a 2ª mais arborizada do mundo.

É onde o sol nasce primeiro. Isto porque lá fica a Ponta do Seixas, o ponto extremo leste do continente americano. Talvez seja por isso que o sol, para agradecer por acordar num lugar de tanta beleza, nos presenteia com sua presença 300 dias por ano e ofereçe espetáculos únicos, ao entardecer, quando se esconde numa explosão de tons avermelhados.

A cidade se debruça sobre 2 baías contíguas separadas pela bonita obra de arquitetura do Hotel Tropical Tambaú. Praias para um lado, praias para o outro lado. São 23km. de areias brancas, coqueiros, falésias, rios, formações rochosas e mata Atlântica.

As praias mais freqüentadas são Tambaú, Manaíra, Cabo Branco, Sol, Seixas e Bessa. Em todas elas encontramos restaurantes, barraquinhas, bares, pousadas e hotéis. O mar sempre transparente, manso e morno, nos convida ao mergulho onde muitas vezes peixes diversos nadam a nosso lado. Em Tambaú, a praia principal da cidade, vale caminhar até o farol e Ponta do Seixas quando a maré estiver baixa. A cor marron-claro das areias e as falésias no farol de até 40m, seduzem. A noite, em Tambaú, é também onde acontecem os maiores agitos da cidade.

Terceira cidade mais antiga do Brasil, João Pessoa possui uma história de mais de 400 anos bem guardada nos seus monumentos e preservada no verde, que é uma de suas características mais fortes e que lhe rendeu o título de segunda cidade mais arborizada do mundo, atrás, apenas, de Paris.

A cidade, que nasceu às margens do Rio Sanhauá, cresceu em direção ao mar e é o ponto mais próximo do continente africano. As belas praias também são uma marca da capital, dona de um litoral privilegiado, com cerca de 30 quilômetros de praias, todas belas, limpas e quase intocadas.

João Pessoa abriga ainda a maior reserva de mata atlântica em área urbana do país, a Mata do Buraquinho, com 515 hectares de área verde e por estar situada no Ponto Extremo Oriental das Américas, é a terra que recebe os primeiros raios solares em todo continente americano.

Dados Gerais:

* População: 649.410 hab.
* Clima: Quente e úmido
* Temperatura média anual: 29ºC
* Fundação: 05 de agosto de 1585
* DDD: 83

O que é legal em João Pessoa…

Ver o Por do sol em Jacaré – A praia fluvial do Jacaré é o ponto de encontro dos românticos. O por do sol é deslumbrante. Diversos bares sempre voltados para o poente nos servem de camarotes para assistirmos o adormecer do astro-rei. Acordes do Bolero de Ravel, vindos de todos os lados nos deixam mais inebriados ainda com o espetáculo.

Ir ao encontro aos corais de Picãozinho – A apenas 10 minutos da praia de Tambaú e a 2km da costa é um passeio legal. Trata-se de um arrecife de corais, pedras e milhares de peixinhos coloridos.

Descansar no Parque Arruda Câmara (“Bica”) – É um verdadeiro bosque no centro da cidade. Ideal para quem quer sair um pouco do agito das praias, descansar a pele do sol, se reidratar com a água mineral da fonte natural. Respirar o ar puro da mata. Legal ir até lá.

Passear pela “Cidade Velha” – João Pessoa nasceu às margens do rio Sanhairá e seguiu em direção ao mar. Lá ficam a Cidade Velha e o Sítio Histórico. A arte barroca e influência dos franciscanos se faz presente nos prédios, casario, igrejas.

Ver as belezas de Areia Vermelha – Localizada em frente a praia de Camboinha é uma pequena ilha à 1,5 km. da costa. Só aparece com a maré baixa (5 horas de duração). Suas areias avermelhadas, inúmeras piscinas naturais, peixes e corais ao alcance das mãos tornam o lugar paradisíaco. Barcos de todos os tipos “atolam” na areia e servem de bar ou restaurantes. Jet-skis, windsurf, lanchas, veleiros… é uma festa.

Todos com o mesmo objetivo: aproveitar as águas mornas e transparentes e um sol brilhante que nos enche de alegria e cor. No Carnaval transforma-se num grande palco. Milhares de pessoas em seus barcos se reúnem numa animação alucinante até a “ilha”. Ir embora sendo levado pelas marés para no outro dia começar tudo de novo.

Visitar Tambaba – (48 kms.) Praia de naturismo conhecida internacionalmente. Beleza intocada. Lugar ideal para se praticar o naturismo. É um santuário ecológico onde tudo é preservado inclusive a intimidade de cada um. Cercada de montanhas onde a natureza esculpiu formas exuberantes.

Chegar até Tambaba já é um passeio especial pois “obrigatoriamente” temos que passar pela cidade do Conde, onde plantações e paisagens deslumbrantes nos abrem o caminho. Uma infa-estrutura organizada e regras pré-estabelecidas além de vigilância discreta permite total segurança aos naturistas.

Mas Tambaba não é só para os naturistas. Os “acanhados” podem ficar na primeira enseada da praia onde tirar a roupa não é obrigatório. Experimente a sensação de entrega total à natureza.

Gastronomia – Onde e o que comer…


A gastronomia é exuberante e variada. Encontramos pratos típicos em quase todo lugar. Para termos uma “visão geral” o ideal é ir até o restaurante Mangai: são 50 pratos típicos nordestinos e a quilo. Para os mais sofisticados o Sagaranc é ideal. Prove as carnes com um toque nordestino com molhos de acerola, manga, café, maracujá, coco ou tamarindo; são incríveis. O Gulliver, em Tambaú, é outra boa opção para jantares mais sofisticados. À beira mar, a variedade de bares e restaurantes é infinita. A noite, tem música ao vivo desde o rock até o animadíssimo forró na avenidas Cabo Branco e Almirante Tamandaré. É uma diversão só. Para dançar experimente a Fashion Club, no MAG Shopping ou a Acrópolis, em frente ao Hotel Tambaú. Em noites de lua cheia, há festas e luais em Picãozinho.

Telefones úteis:

Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto: 3232-1200
Disque Turismo: 0800-281-9229
Estação Ferroviária: 3241-4240
Hospital Samaritano (particular): 3218-2100
Secretaria Executiva de Turismo: 3218-9852
Terminal Rodoviário Severino Camêlo: 3221-9611

Distâncias:

* Recife: 125 km
* Natal: 180 km
* Aracaju: 611 km
* Fortaleza: 688 km
* Salvador: 944 km
* Belo Horizonte: 2.171 km
* Brasília: 2.338
* Rio de Janeiro: 2.448 km
* São Paulo: 2.770

Festas Populares:

Fevereiro

* Carnaval
* Folia de Rua

Março
Encenação dos Mistérios da Paixão de Cristo

Junho
São João (Concurso regional de quadrilhas juninas)

Agosto
* Aniversário da Cidade – 05
* Festa da Padroeira Nossa Senhora das Neves

Novembro
Salão Municipal de Artes Plásticas

Paraiba – Dados Gerais

março 6, 2008

O Estado da Paraíba ocupa o 5º lugar entre os Estados nordestinos mais populosos, segundo o IBGE. Estrategicamente é o Estado mais central do Nordeste. O artesanato paraibano possui vários tipos de atividades. São rendas e bordados, trabalhos em couro, madeira, papel, artesanato em estopa e tecido, cerâmica, cestaria entre outros.

Dados Gerais:

* Capital: João Pessoa
* Localização: Leste da Região Nordeste
* Limites: Rio Grande do Norte (N), Oceano Atlântico (L), Pernambuco (S) e Ceará (O)
* Área: 56.439 km²
* População: 3.595.886 hab. (IBGE/2005)
* Altitude: Entre 300 e 900 metros de altitude
* Municípios: 223
* Cidades mais importantes: João Pessoa, Campina Grande, Santa Rita, Patos, Souza, Cajazeiras e Cabedelo
* Principais rios: Paraíba, Piranhas, Taperoá, Mamanguape, Curimataú, Peixes e Sanhauá
* Clima: Tropical e semi-árido no interior
* Economia: Agricultura, Indústria, Pecuária e Turismo
* DDD: 83